????????????????????????????????????

A operação de combate à língua negra em São Francisco do Sul, na região Norte de Santa Catarina, quer eliminar a poluição das praias do município. A ação, promovida pela Secretaria de Meio Ambiente em parceria com a concessionária Águas de São Francisco do Sul, é realizada todas as quintas-férias e busca identificar ligações clandestinas de esgotos, cujos resíduos são despejados diretamente na rede de drenagem pluvial.
Desde o início do ano, as propriedades das praias foram notificadas para regularizarem seus sistemas de tratamento de esgoto. O coordenador de operações da Águas de São Francisco do Sul, Renee Chaveiro, explica que a união de esforços envolvendo a concessionária e a Secretaria de Meio Ambiente é fundamental para a solução desse e de outros problemas de poluição. “O importante é solucionar o problema e trabalhar por um futuro sem poluição nas praias”, enfatiza Renee.
O termo técnico “língua negra” nada mais é que o esgoto da residência que está ligado diretamente à rede pluvial, sem passar pelo sistema doméstico exigido em qualquer edificação. A contaminação das águas é crime previsto no Código de Obras e Posturas, sujeito a pagamento de multa, conforme a Lei n° 9.6056/98 e Decreto 6.514/08. O correto é que as residências possuam fossas sépticas e filtros anaeróbicos sumidouros, adequados para a decomposição da matéria orgânica.