O governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, anunciou na manhã de ontem (18) que, dentre outras medidas, irá reduzir 230 cargos comissionados para diminuir as despesas do Estado, visto que já ultrapassou o limite legal de gastos com folha de pagamento de servidores, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Conforme o governador, ultrapassar o limite da LRF pode impedir o estado de receber transferências do Governo Federal e de contratar operações de crédito, por exemplo. Assim sendo, os cortes acontecerão a partir de 1º de maio. Já os demais servidores que permanecerão, o governador garante que o pagamento em dia é uma prioridade, e também os serviços públicos não serão prejudicados pela redução de pessoal.

Os números apresentados por Pinho Moreira apontam que, de 2011 a 2017, a despesa cresceu em torno de R$ 5,8 bilhões, um aumento de 109,2% na folha. “Se levássemos essa realidade para o setor privado, qualquer empresa fecharia as portas nessa condição. É uma situação grave que precisa ser enfrentada com coragem”, explicou o governador.

Mais informações podem ser encontradas no site do Governo Estadual: sc.gov.br.