O presidente do TRE –Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Ricardo Roesler, foi a estrela da reunião da Acij, nessa segunda (7). Diante do auditório lotado ele descreveu com clareza como se dará a eleição desse ano, que ele qualifica como a maior de todos os tempos. Falando sobre a estrutura do tribunal, ele informou que tem um pouco mais de mil funcionários entre concursados e terceirizados. No final, no espaço para perguntas, ele foi questionado se esse número é menor que o necessário, ideal ou excessivo. Sem responder diretamente ele disse que pretende fazer uma ampla reforma no órgão. Para bom entendedor…

Presenças e ausências
A reunião da Acij foi presidida por Moacir Thomazi, mas contou também com a presença do prefeito Udo Döhler, vice Nelson Coelho, Simone Schramm representando o governador Pinho Moreira, o cônsul da Alemanha e candidato a deputado estadual do PDT Rodrigo Coelho, vereadores e candidatos a deputado estadual Rodrigo Fachini, Fernando Krelling e Richard Harrison, e o vereador Ninfo Konig. Estranhamente, nenhum dos deputados com mandatos se fez presente.

Fake News
O desembargador Ricardo Roesler falou da preocupação com notícias falsas (Fake News), adiantando que formou um comitê com a participação da Polícia Federal, juízes estaduais e federais, Ministério Público e especialistas para monitorar esse tipo de crime. Mas a Justiça só agirá se provocada por quem se considerar atingido. O magistrado mandou também um recado aos candidatos admoestando-os para que realizem campanhas propositivas e que se abandonem as práticas detratoras e difamatórias.

Urnas seguras
Roesler defendeu a segurança das urnas eletrônicas. Informou que o Tribunal Superior Eleitoral tem hackers contratados e que nenhum deles até hoje conseguiu quebrar a inviolabilidade do sistema. O TSE e a urna são alvos de dezenas de milhares de ataques de hackers e o número sobe para muitos milhões no dia das eleições. Nenhum deles jamais logrou êxito.
Ele também informou que nessas eleições Santa Catarina contará com 700 urnas com voto impresso. Não disse quantas virão para Joinville, mas todas serão empregadas em grandes colégios eleitorais. O TRE terá nessas eleições 19 mil urnas eletrônicas, sendo que 15 mil serão distribuídas para as sessões e 4 mil ficarão de reserva.