O Maio Amarelo, cujo símbolo é um fitilho amarelo usado na lapela, é um movimento internacional de mobilização e conscientização para a redução de acidentes e para um trânsito seguro . Não considerando fatores como condições da estrada ou do veículo utilizado , a falta de atenção do motorista é práticamente a única causa de acidentes de trânsito. E devido a isto, foi que institutos de pesquisas universitários e de órgãos de trânsito dos Estados Unidos e de Grã-Bretanha, estudaram e determinaram quais eram os fatores e a extensão destes para a ocorrência de um acidente. Já escrevi sobre a influência do tipo de música ao dirigir e sua relação com acidentes . Pois dirigir com fortes emoções e agitação psíquica aumenta em 10 vezes o risco do condutor de um veículo causar um acidente de trânsito . Para descobrir o que mais distrai o motorista, pesquisadores monitoraram com câmeras 3500 motoristas nos EUA. Metade dos motoristas assumiram algum tipo de risco que tirou sua atenção da estrada. Alcançar um objeto no banco ou porta-luvas aumenta o risco de acidente em 9 vezes; enquanto apanhar o celular aumentou este risco em 6 vezes. Mas discar um número no celular aumentou a chance de uma batida em mais de 12 vezes. Contrastando com o que se imaginava, conversar com um acompanhante estando-se atrás do volante, aumentou o risco de acidente de forma ínfima. Comer e beber não alcoólicos aumenta o risco em menos de 3 vezes quando se está dirigindo. E mesmo todos achando que a presença de crianças em cadeirinhas ou apenas no banco de trás provoca distração, esta interação com os pequenos na verdade diminui a chance de causar um acidente. Sem surpresas, os maiores fatores de risco para provocar acidentes é o consumo de álcool e drogas enquanto se dirige. A chance de causar um acidente nestes casos é aumentada em 35 vezes. O fator que mais aumentou nos últimos anos como causador de batidas e capotamentos , é escrever mensagens ou zapear online na tela do celular. A necessidade de ficar conectado e produtivo via smartphones, tem o potencial de determinar uma progressão no número de acidentes relacionados à distração. Acredita-se que mais de 30 por cento dos acidentes poderiam ser evitados, caso todas as distrações fossem retiradas dos automóveis . Parece que o nosso cérebro acha difícil realizar apenas uma única tarefa ao dirigir. Ser auto disciplinado evitando distrações ao dirigir, é estar seguro no trânsito. Em futuro próximo, carros sem motorista proporcionarão a distração e diversão desejada quando estivermos no trânsito, sem afetar a segurança dos passageiros.