Essa greve dos caminhoneiros pode ter iniciado em razão da política de preços da Petrobrás, mas serviu apenas para fazer explodir a revoltada de população brasileira revoltada com a crise que assola o País. O governo existe visivelmente apenas para arrecadar impostos escorchantes para alimentar a gigantesca máquina da burocracia estatal e prestar serviço pouco e ruim. A ética e moralidade se tornou produto escasso. Diariamente somos bombardeados com denúncias de desvios e cometimento de crimes, passados ou presentes por presidentes da República, maior parcela do senado mais de cem deputados, ministros do STF e outros menos votados. Temos um ex-presidente preso, governadores presos e outros a caminho.
Aos olhos da população a democracia brasileira não tem cura e em sua metástase ameaça levar o País para a sepultura, posto que na UTI já está. Para uma parcela crescente dos brasileiros a saída está nos quarteis. Nas manifestações de domingo e de segunda em Brasília milhares de pessoas se postaram diante de unidades militares pedindo que assumam as rédeas da carruagem nacional desgovernada.
O momento é grave. Até porque aqueles que se opõem à fraturas institucionais não tem uma saída crível e factível a oferecer.