A gripe e o resfriado comum possuem muitas similaridades, tornando por vezes difícil determinar a diferença entre elas. Uma das chaves em certa medida é a rapidez do início dos sintomas. Início insidioso ocorre no resfriado, e início abrupto remete à gripe. Embora semelhantes, os sintomas da gripe são bem mais intensos. Nariz escorrendo, peso na cabeça e irritação na garganta é resfriado. A gripe derruba, a pessoa fica de cama, sem condição de sair de casa e trabalhar. Febre é comum na gripe, podendo até chegar aos 40 graus. No resfriado é rara e não passa de febrícula. Dores musculares  pelo corpo todo , calafrios, desconforto respiratório, extrema fadiga e prostração, com dor de cabeça ,quase sempre são sintomas da gripe. Espirros, congestão nasal, garganta irritada são mais frequentes no resfriado comum. Em crianças, os sintomas que exigem  atendimento médico emergencial são dificuldade na respiração, que se torna rápida e dificultosa, com sensação de pressão ou dor torácica. Bem como os lábios ficando  azulados, e a pele úmida e pegajosa. Nesta condição a criança apresenta diarreia, vômitos,  recusando alimentos e água. Em geral com a gripe agravando, a criança passa a apresentar febre recorrente , tontura, irritação, sonolência ,e parece estar agindo de maneira não usual. Fraldas mais secas que o normal, urina escura, chorar  sem produzir lágrimas são sinais relacionados com desidratação. O tratamento da gripe é hidratar-se bastante, repouso sem ficar em posição horizontal o dia todo, pois não permite tossir com eficiência, prendendo as bactérias nos brônquios. Utilizar medicação sintomática como analgésicos e antitérmicos, descongestionantes nasais para afastar o desconforto do nariz obstruído e, na fase de tosse produtiva, xaropes expectorantes que fluidifiquem a secreção para facilitar sua eliminação. O medicamento Tamiflu pode  ser usado nas primeiras 48 horas iniciais dos sintomas  em pessoas idosas ou com baixa imunidade. Em pessoas saudáveis com gripe, sómente reduz a duração dos sintomas em algumas horas, sendo caro, causando náuseas e vomitos. Não é recomendado com base em estudos recentes. Tomar injeções na farmácia, como aquelas esverdeadas com aroma de eucalipto não tem efeito nenhum sobre a doença. No máximo provocam um conforto psicológico com uma baita dor na nádega. Não existe nenhum fundamento científico sólido que justifique tomar vitamina C para evitar a gripe ou aliviar os seus sintomas. É mito. Serve sómente para a indústria farmacêutica com extensa publicidade, vender seus produtos.