Tempo

A Comissão de Cidadania da Câmara de Vereadores debateu dois projetos de leis que limitam em 15 minutos, em dias normais, o tempo de espera nas filas das agências dos Correios e nas lojas de operadoras de telefonia.

Apoio

O Procon apoiou criar limites de espera nos dois casos para possibilitar a fiscalização. A gerente da agência central dos Correios, Amires Miranda, falou que a meta de tempo de atendimento nas agências, segundo ela, é de 20 minutos. Ela afirmou que, em maio, por exemplo, os clientes aguardaram, em média, 10 minutos pelo atendimento. Amires reconheceu, no entanto, que, nos horários de pico, os funcionários dos Correios não conseguem cumprir o limite de 20 minutos, controlado por um sistema interno de gerenciamento.

Projeto

O texto original do PL 233/2017, do vereador Adilson Girardi, do Solidariedade, prevê o atendimento nas agências de Correios em até 30 minutos nos dias 5 a 15 de cada mês, em até 25 minutos em dia anterior ou posterior a feriados, e em até 15 minutos nos demais dias do mês.

Diferença

Degracia, do Procon, disse que o fato de o projeto trazer prazos diferenciados pode ser prejudicial. Foi a mesma opinião apresentada pela consultoria de Políticas Públicas da Câmara. A consultoria também sugeriu ao relator que a regra valha também para as agências franqueadas. Essas sugestões serão analisadas e podem virar uma proposta de emenda ao projeto.